Powered by Jasper Roberts - Blog

Brasil e Venezuela entram na rota da diplomacia dos negócios

Panagiotis Lafazanis. Foto Left.gr ©

O ministro da Energia grego discutiu hoje com o embaixador do Brasil em Atenas a potencial entrada de grupos brasileiros nas explorações de gás em águas territoriais gregas, que estão na segunda fase de concessão. Panagiotis Lafazanis também discutiu a possibilidade de pôr a indústria grega do açúcar a estabelecer parcerias com a brasileira, abastecendo as fábricas gregas com matéria-prima do Brasil.

Para além do debate sobre o papel do Brasil no grupo dos BRICS e do novo banco de desenvolvimento para o qual a Grécia foi convidada para membro fundador, o embaixador Edgard Casciano saudou a vontade de reorientar a política externa da Grécia para novos destinos, o que poderá abrir novas frentes de cooperação e relações económicas entre os dois países.

Há duas semanas, o ministro da Energia grego convidou o homólogo venezuelano e o presidente da petrolífera estatal PVDSA a visitarem o país, com vista a estabelecer um acordo de cooperação energética entre os dois países. Panagiotis Lafazanis fez o convite durante um encontro com o embaixador da Venezuela em Atenas para uma conversa sobre o estabelecimento de parcerias no setor agro-alimentar, mas também na extração de petróleo e hidrocarbonetos.

Segundo relata o portal Left.gr, as boas relações entre os dois governos ficaram bem patentes nas declarações do ministro e do embaixador: enquanto Lafazanis deu o exemplo de luta anti-imperialista da Venezuela como a prova de como um pequeno país pode levantar-se e enfrentar as ameaças e pressões imperialistas, o embaixador Fernandez Farit transmitiu o apoio e solidariedade de Caracas ao rumo progresista assumido pelo governo grego.

No mês passado, o vice-presidente venezuelano Jorge Arreaza passou por Atenas a caminho de uma conferência na Indonésia e foi recebido pelo vice-ministro da Defesa Costas Isychos e pelo conselheiro económico de Alexis Tsipras. Nesse encontro ficou definida a criação de um comité para analisar as formas de intensificar a cooperação ente os dois países.

Ainda em março, a ministra dos Negócios Estrangeiros da Venezuela também esteve em Atenas, onde reuniu com Alexis Tsipras e Nikos Kotzias para darem início ao reforço dessa cooperação, tendo em vista fazer da Grécia um dos principais parceiros comerciais da Venezuela na Europa. Logo após o governo grego tomar posse, o presidente venezuelano Nicolas Maduro telefonou a Alexis Tsipras para o convidar a visitar o país. Em seguida fez o relato da conversa no seu programa televisivo e não poupou elogios ao recém-eleito governante grego:

Comentários

comentários