Powered by Jasper Roberts - Blog

Confiante num acordo, Tsipras viu negociadores “desviados” para a Alemanha

Tsipras e Varoufakis no fim de uma reunião para preparar a reta final das negociações

Apesar do otimismo do primeiro-ministro grego, que disse esta quarta-feira estar próximo de concluir o acordo com os credores, as negociações em Bruxelas ficaram bloqueadas durante o dia.

A culpa foi do “apagão” no espaço aéreo belga, causado por uma avaria no sistema de controlo aéreo. O avião que transportava a delegação grega foi desviado para o aeroporto alemão de Dusseldorf.

É também na Alemanha, mais precisamente em Dresden, que hoje tem início a cimeira do G-7, onde se espera que a delegação norte-americana pressione os membros europeus para chegarem rapidamente a um acordo, de forma a evitar riscos económicos e geopolíticos sobre a zona euro e a própria Europa.

Os media gregos dão conta das instruções que o responsável pelas Finanças da administração Obama, Jack Lew, terá recebido do presidente norte-americano para levantar o assunto na reunião do G-7. E fê-lo também em Londres, numa conferência esta quarta-feira. Lew terá contactado Lagarde antes de partir para a Alemanha, e pretende que o acordo seja alcançado até ao dia 5 de junho. A presidente do FMI também vai assistir à cimeira, tal como Mario Draghi, o presidente do BCE.

Jack Lew também telefonou hoje a Alexis Tsipras, que esta tarde apareceu sorridente ao lado de Yanis Varoufakis a prever para breve a conclusão das negociações.

“Estamos agora na reta final para um acordo positivo”, disse o primeiro-ministro aos jornalistas, assegurando que “estamos a negociar para proteger desde já as condições futuras de segurança e estabilidade para a economia grega”.

Tsipras garantiu que “continuamos a pagar salários e pensões a tempo e horas, ao contrário do que alguns repetiram nos últimos quatro meses, recorrendo a notícias falsas e alarmistas sobre o colapso da economia grega”.

Comentários

comentários