Powered by Jasper Roberts - Blog

Direito à Água: Grécia pode tornar-se pioneira na Europa

Zoe Konstantopoulou

A Grécia pode tornar-se o primeiro país europeu a reconhecer o acesso à água como um Direito Humano? A Campanha Right2Water divulgou uma declaração nesse sentido, feita ontem pela presidente do parlamento grego no primeiro aniversário do referendo que se pronunciou contra a privatização da água em Salónica.

Segundo o site da campanha Right2Water, Zoe Konstantopoulou comprometeu-se a apoiar a implementação da água como um dos Direitos Humanos a respeitar na Grécia. Os ativistas esperam agora que surja alguma iniciativa legislativa nesse sentido durante o mandato do atual governo.

As declarações da presidente do Parlamento grego foram feitas ontem, no dia em que passou um ano desde a vitória do “Não” à privatização da água na cidade de Salónica. Na sessão organizada na Câmara Municipal, Zoe Konstantopoulou disse apoiar a iniciativa dos movimentos pelo Direito à Água e afirmou que quer ver a Grécia tornar-se o primeiro país da Europa a reconhecer o direito à água como um dos Direitos Humanos a respeitar no país.

A campanha da iniciativa cidadã europeia recolheu quase dois milhões de assinaturas para que a UE legislasse nesse sentido, o que não aconteceu. Nas próximas semanas o tema vai subir de novo a debate no Parlamento Europeu, com um relatório a apelar à Comissão que reconheça e implemente o direito à água e ao saneamento na União, tal como está definido numa Declaração das Nações Unidas desde 2010.

“Hoje a Grécia enviou uma mensagem de esperança a milhões de cidadãos na Europa, que lutaram e ainda lutam contra a liberalização e privatização da água. A água é um bem comum”, diz o comunicado da campanha Right2Water.

Comentários

comentários