Powered by Jasper Roberts - Blog

Parlamento reintegra funcionários públicos, socialistas saem da sala

Trabalhadoras da limpeza em luta

O parlamento grego aprovou esta terça-feira o projeto de lei “Democratização da Administração, luta contra a burocracia e correção das injustiças”, que vai reintegrar milhares de funcionários públicos despedidos pelo anterior governo.

A discussão da lei foi bastante acalorada e terminou com os deputados socialistas a abandonarem o hemiciclo, por entre acusações ao ministro Katrougalos, que enquanto advogado defendeu muitos funcionários públicos despedidos nas ações que interpuseram na justiça contra o Estado para impugnar o seu despedimento.

Os deputados da Nova Democracia seguiram o exemplo do PASOK e abandonaram o plenário parlamentar pouco depois dos seus ex-parceiros de governo, defendendo que a lei viola o acordado no defunto memorando da troika. A resposta veio da boca do ministro do Interior e Administração, Nikos Voutsis: “Não vamos consultar as instituições (FMI, UE e BCE) nem temos de o fazer. Somos um Estado independente”.

A lei deverá possibilitar a reintegração de cerca de 13 mil funcionários públicos, entre os quais a polícia municipal (desmantelada em 2013), os vigilantes das escolas e as funcionárias da limpeza do Ministério das Finanças, que acamparam à porta do ministério durante meses a fio em protesto contra o despedimento. Está previsto que elas entrem no grupo de cerca de 4000 funcionários a readmitir já a partir de junho.

Comentários

comentários