Powered by Jasper Roberts - Blog

Feriado bancário não se aplica aos turistas… que aproveitam ‘borla’ nos transportes públicos de Atenas

Turista em Atenas. Foto Manos Vouteris/Flickr

O governo da Grécia esclareceu que os cidadãos estrangeiros em visita ou de férias no país não são abrangidos pelos limites aos levantamentos bancários. Os transportes públicos em Atenas são gratuitos para toda a gente enquanto os bancos estiverem fechados. O governo deu ordem para abrir algumas agências por localidade, para que os idosos sem cartão bancário possam levantar até 60 euros da pensão que hoje lhes foi paga.


Num esclarecimento publicado para responder às dúvidas mais frequentes dos cidadãos gregos sobre o feriado bancário,  o governo grego esclarece que os turistas não serão afetados pelo controlo de capitais em vigor na Grécia até ao referendo do próximo domingo. Quem tiver cartão de débito ou crédito emitido fora da Grécia poderá levantar o dinheiro normalmente, sem a restrição aplicada às contas gregas.

Para os depositantes gregos, o limite de levantamento diário é de 60 euros (1800 euros por mês). Para quem tem uma conta conjunta, o limite de 60 euros/dia é por cada pessoa que tenha um cartão de débito associado à conta.

Todos os pagamentos com cartão de crédito ou débito funcionam normalmente, quer nos multibancos, online ou por telefone, desde que o destinatário seja um banco grego. Os salários e pensões são depositados normalmente, aplicando-se as restrições apenas aos levantamentos. O facto de muitos idosos não disporem de cartões bancários criou as filas de hoje à porta dos bancos. Como todos os meses, estes pensionistas pretendiam levantar a reforma ao balcão, mas encontraram os bancos fechados. O governo grego tentou remediar a situação com instruções para a abertura de algumas agências por localidade, mantendo a limitação dos 60 euros por levantamento.

Para quem se desloca em transportes públicos na área metropolitana de Atenas, onde se concentra quase metade da população grega, a boa notícia é que não terá de pagar enquanto os bancos estiverem fechados, o que se prevê que aconteça até à terça-feira da próxima semana. A medida foi anunciada após os media terem mostrado imagens de filas nos postos de abastecimento de combustível, o que provocou uma subida de 20% nas vendas em relação à semana anterior, segundo informa a associação grega de revendedores de combustíveis.

Para o administrador da maior petrolífera grega (ELPE), a corrida aos postos de abastecimento não faz sentido, já que o país dispõe de reservas de combustíveis para muitos meses.

Comentários

comentários