Powered by Jasper Roberts - Blog

Perito da ONU apoia restruturação da dívida grega

Juan Pablo Bohoslavsky. Foto: Mariano Armagno/Agência Nacional de Notícias Jurídicas da Argentina

“Os Direitos Humanos não podem ficar à porta das organizações internacionais e das organizações financeiras internacionais”, afirmou Juan Pablo Bohoslavsky, nomeado no ano passado Perito Independente em Dívida Externa e Direitos Humanos das Nações Unidas. “Eles devem ser respeitados quando se transferem responsabilidades dos estados para entidades internacionais como o Mecanismo Europeu de Estabilidade”, prosseguiu.

O jurista argentino referiu-se à insuficiência da redução anterior da dívida grega, que disparou com a crise, atingindo este ano os 180% do PIB. “É a altura de reconhecer que será necessário mais tarde ou mais cedo um novo alívio da dívida para evitar que a Grécia continue nas próximas décadas num estado de dependência mórbida dos credores institucionais”, defendeu o perito da ONU, citado pela imprensa grega.

Caso não se consiga atingir um acordo que reduza a dívida do país, os direitos económicos e sociais gregos ficarão ainda mais degradados, defendeu Bohoslavsky. O jurista saudou ainda a criação da comissão de auditoria à dívida e do pacote humanitário para acudir às vítimas mais fragilizadas da austeridade.

A presidente do parlamento grego já afirmou que irá utilizar os argumentos de Bohoslavsky “para defender os direitos do povo grego” em eventuais processos judiciais a defender que a dívida contraída violou os Direitos Humanos na Grécia.

Comentários

comentários