Powered by Jasper Roberts - Blog

Tsipras: “O mau gosto para as camisas não faz dele um criminoso”

Yanis Varoufakis no parlamento

Na sessão parlamentar desta sexta-feira, o primeiro-ministro confirmou ter dado autorização ao ex-ministro das Finanças para preparar um plano de emergência para defender o país. “Mas isso não significa que eu desejasse uma emergência”, disse aos deputados.

Sob a ameaça de processos judiciais por traição, acusado do “crime” de ter enfrentado os poderosos do Eurogrupo e preparado um plano de contingência caso a Grécia fosse expulsa da moeda única, Yanis Varoufakis ouviu hoje o primeiro-ministro sair em sua defesa no parlamento. Mas nas redes sociais, a camisa que Varoufakis levou para o plenário suscitou mais reações do que o debate parlamentar propriamente dito.

“Podem acusá-lo à vontade por causa dos seus comentários, dos seus planos políticos, do seu gosto para as camisas, das suas férias em Aegina, mas não o podem acusar de roubar o dinheiro do povo grego ou de ter um plano secreto para levar a Grécia ao precipício”, afirmou Tsipras em defesa do seu ex-ministro.

Sobre o plano de Varoufakis para permitir pagamentos através do portal das finanças, Tsipras diz que isso não lhe parece ser “um plano satânico encoberto para tirar o país do euro”.

Tsipras admitiu ter dado instruções para a preparação de um plano de contingência para enfrentar os planos de Grexit que estavam a ser preparados na zona euro. “Não concebemos um plano para tirar o país do euro, mas tínhamos planos de emergência”, revelou Tsipras, justificando-o: “Se os nossos parceiros e credores prepararam um plano de Grexit, não devíamos nós, enquanto governo, preparar a nossa defesa?”.

Comentários

comentários