Powered by Jasper Roberts - Blog

Costa e Tsipras convergem contra austeridade e fronteiras fechadas

António Costa e Alexis Tsipras em Atenas

O primeiro-ministro português encontrou-se esta manhã em Atenas com Alexis Tsipras. A declaração conjunta intitulou-se “Contra a austeridade, por uma Europa democrática e progressista, com justiça e coesão social”.


 

A política económica e o acolhimento de refugiados na Europa foram os principais temas do encontro entre os líderes dos governos de Lisboa e Atenas. Tsipras e Costa defenderam o reforço da cooperação e espaços de debate multilateral sobre os desafios com que a Europa está confrontada.

No que toca aos refugiados, a declaração conjunta defende uma política europeia construída na base da solidariedade e contra o unilateralismo e as fronteiras fechadas, bem como uma revisão do acordo de Dublin para uma distribuição justa das responsabilidades.

“Queremos acolher mais refugiados por convicção, não por conveniência”, respondeu António Costa aos jornalistas gregos, quando questionado pelo jornal Kathimerini se a sua disponibilidade para acolher um número superior à quota de refugiados atribuída a Portugal teria em troca maior flexibilidade por parte de Berlim e Bruxelas.

Nesta declaração conjunta, os dois governos afirmam que as políticas baseadas apenas na austeridade são um erro e ineficazes, ao impedirem o crescimento e dividirem a sociedade, com mais desemprego, pobreza e exclusão social. Em alternativa, defendem uma política europeia que aproxime os países através de uma maior integração das políticas fiscais e sociais.

Na agenda da visita de António Costa à Grécia, destaca-se o tema dos refugiados, com visitas previstas a centros de acolhimento perrto de Atenas.

Leia aqui a declaração conjunta de Alexis Tsipras e António Costa:

Comentários

comentários